11 respostas que todo líder precisa saber


lider-de-sucesso

Pessoal, no mês de Junho sairá uma entrevista minha sobre Liderança para a revista Dirigente Lojista, porém, como sempre, quem segue o blog ganha exclusividade.

Lembrando que, como eu sempre gosto de dizer, na Administração não existe certo ou errado, é tudo uma questão de argumentação.

1) O que é ser um líder?

Líder é aquela pessoa capaz de influenciar os demais a favor de uma causa justa, independentemente da sua posição hierárquica. Ele pensa estrategicamente, no longo prazo, e não no operacional. Líder não é aquele que ajuda a puxar a carroça, mas sim aquele que pensa, e consegue convencer a todos, qual o melhor caminho que ela deverá seguir.

2) O que mudou no perfil de um líder de antigamente para um líder atual?

Como o mercado de trabalho está muito mais complexo, bem como a mão de obra disponível, os líderes de hoje precisam de muito mais qualificação profissional do que antes, cursos de capacitação devem ser constantes. O líder também não pode mais ser aquele profissional fechado em seu mundo, onde só ele reina, agora ele precisar estar aberto a críticas. Por fim, enquanto o líder do passado gostava de mandar, o líder moderno precisa saber convencer.

3) Na sua opinião, o que é preciso para ser um bom líder de uma equipe? Quais critérios ele deve seguir?

Primeiro, a pessoa precisa querer ser líder. Segundo, o líder precisa entender que a cultura “manda quem pode, obedece quem tem juízo” não funciona e não faz mais sentido. Empresas com resultados excepcionais não seguem mais esse pensamento. Terceiro, a diversificação de responsabilidades gera grandes resultados, não existe mais estrela solitária. Quarto, é claro que tudo isso deve estar alinhado aos resultados, de pouco adianta seguir todos esses princípios e não gerar aquilo que a empresa espera dele.

4) Como o líder deve lidar com os conflitos que possam aparecer com seus colaboradores?

É necessário entender que os conflitos sempre irão existir, eles são inerentes a todos os serem humanos que convivem em grupo. Um líder jamais deve fechar seus olhos aos conflitos, fingindo que eles não existem, ao agir dessa formam ele estará cometendo um grande erro de gestão. Sendo assim, a melhor forma de lidar com os conflitos é identifica-los e resolve-los da maneira mais rápida possível.

5) Como um líder deve definir as metas?

As metas devem ser acima de tudo realistas. A frase pode parecer simples, mas sua aplicação não é. Existe uma prática muito comum no mercado de criar metas inalcançáveis, com a justificativa de não deixar o colaborador se acomodar para sempre render o seu máximo. Recomendo muita cautela ao adotar esse tipo de procedimento. Metas inalcançáveis poderão criar um sentimento de frustração no funcionário, comprometendo todo o seu rendimento e até mesmo o de toda a sua equipe.

6) Quais ações são necessárias para que um líder consiga o apoio da sua equipe para alcançar os objetivos traçados?

Particularmente, a liderança pelo exemplo é a que mais me agrada. Um líder que cobra comprometimento no trabalho, mas que sempre atrasa o seu serviço, dificilmente conseguirá o apoio da sua equipe. Sobre esse assunto, gosto sempre de citar o exemplo do ex-treinador do Barcelona Futebol Clube, Pep Guardiola. Quando ele pedia aos seus jogadores para que chegassem mais cedo no treino do próximo dia, ele era sempre o primeiro a chegar. Ao servir de parâmetro como exemplo, sobra poucas margens para reclamações.

7) Quais são os erros mais comuns que um líder comete?

Não prestar feedback regularmente: quando o líder não fornece feedback imediato ao seu pessoal, ele está privando-os da oportunidade de melhorar seus desempenhos. Por sermos de uma cultura paternalista, existe um grande receio de nossos líderes em adotar esse tipo de atitude, não caia nessa armadilha. Lembre-se: Sem feedback, sem aprendizado.

Não dar o exemplo: existem líderes que querem cobrar pontualidade dos seus funcionários, mas sempre chegam atrasados. Proíbem fofocas, mas sempre estão falando mal dos seus diretores. Se você quer moldar o comportamento da sua equipe, comece com o seu próprio.

8) O que desmotiva uma equipe?

Uma das maiores causas de desmotivação de uma equipe é quando o líder não reconhece o seu trabalho. Quando falo de reconhecimento, não me refiro apenas a bonificações financeiras, como muitos acreditam. Às vezes, um simples elogio poderá fazer uma enorme diferença. Os líderes precisam parar com essa visão de que o seu funcionário está apenas cumprindo com a sua obrigação, trabalho bem feito deve ser reconhecido, sempre.

9) A nova geração é bastante contestadora. Como um líder deve lidar com este tipo de colaborador que será cada vez mais comum?

Antes de tudo, é preciso esclarecer um fato: independentemente de idade, sexo, geração e profissão, sempre teremos pessoas que são brilhantes, outras esforçadas e uma grande parte medíocres. E com a geração Y não é diferente, portanto, primeiro entenda em qual dessas categorias o seu colaborar se enquadra. Quanto às características positivas, sabe-se que essa nova geração gosta de participar das decisões da empresa, gosta de ser desafiada e também é muito curiosa, entretanto, a falta de foco se apresenta como o principal problema, inclusive já virou até assunto de livro. O importante é que os líderes precisam aceitar que o mundo mudou, logo, as empresas e as pessoas também mudaram.

10) Quais as vantagens e desvantagens de um líder paternalista?

Considero como uma grande vantagem o fato da liderança paternalista gerar um ambiente de trabalho mais informal, o que estimula o companheirismo e a criatividade da equipe. Como principal desvantagem, cito a confusão de papéis. A figura de liderança deve sempre estar presente na cabeça da equipe, se os papéis se inverterem, ou seja, se o líder começar a se afastar de suas responsabilidades e deixar de cobrar resultados por receio de perder amizades, ele fatalmente perderá a sua autoridade, o que poderá prejudicar o seu desempenho.

11) Na sua opinião, é necessário o líder conhecer o dia a dia do colaborador fora da empresa?

Sim! Muito importante! Seres humanos não são como robôs, os líderes precisam entender que também existe vida fora da organização, ninguém vive exclusivamente para o trabalho. Dessa forma, é necessário compreender que existirão dias em que o colaborador não irá render tanto quanto o esperado, seja por motivo familiar, como um filho doente, ou mesmo pessoal, como excesso de dívidas. Caberá o líder entender os motivos e prestar o apoio necessário ao seu funcionário.

12)  Há diferença em ser um líder numa empresa de varejo para os outros segmentos da economia?

Veja, os princípios da liderança independem do setor de atuação do líder, o exemplo precisa ser dado seja no varejo ou na indústria. Entretanto, pelo fato dos funcionários do setor varejista serem movidos a metas agressivas, a motivação é algo que precisa ser vista e trabalhada de uma forma especial, muito mais do que em qualquer outro setor.

Deixo aqui o meu agradecimento ao jornalista Paulo pelo convite.


Newslatter

Comentários

  1. […] o gancho, dessa vez em uma entrevista concedida para a revista Dirigente Lojista, quando me perguntaram qual era a atitude de um líder que mais desmotiva os seus colaboradores, eu […]

  2. […] comentários: como já comentei no texto Entrevista sobre Liderança, a cultura “manda quem pode, obedece quem tem juízo” não funciona e não faz mais sentido. […]

  3. […] autoritário, digno de um chefe da revolução industrial. Como eu já disse em um antigo texto sobre dicas de liderança, o papel gerencial mudou, antigamente davam-se ordens, hoje desenvolve-se pessoas. Atualmente, os […]

  4. […] comentários: como já comentei no texto Entrevista sobre Liderança, a cultura “manda quem pode, obedece quem tem juízo” não funciona e não faz mais sentido. […]

LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com