Como a economia comportamental pode diminuir sua conta de energia


economia-comportamental

Certa vez, um economista chamado William Nordhaus, tentou mostrar exatamente qual o custo de iluminar, nos dias de hoje, um ambiente escuro, utilizando métricas comuns do início do século XIX.

Nordhaus cortou lenha e a queimou em sua própria lareira, medindo com um fotômetro a iluminação tremeluzente e cintilante produzida pela fogueira. O economista também utilizou uma lamparina romana, entre outras excentricidades.

Os experimentos de Nordhaus sugeriam que, uma lâmpada elétrica moderna, iluminando um ambiente das 18h à meia-noite, todas as noites durante um ano, produz a mesma quantidade de luz que 34 mil velas no início do século XIX.

Naquela época, um trabalhador médio teria de trabalhar durante todo o ano para obter o dinheiro para comprar 34 mil velas.

Ou seja, quando você se lembrar de desligar as lâmpadas que estão desnecessariamente acesas, pense que você estará economizando luz que, para ser produzida, exigiria todas as horas de trabalho do avô do seu avô.

No entanto, para nós, nos dias atuais, tal economia é muito pequena para ser considerada. O desperdício mensal de eletricidade é facilmente compensado com poucas horas de trabalho, sendo assim, sem sentirmos que estamos tendo uma grande “punição”, seja financeira ou psicológica, a farra corre solta.

Procurando uma solução para evitar esse desperdício, o economista comportamental Alex Laskey, desenvolveu uma brilhante técnica baseada na psicologia da pressão social.

Alex constatou que inserir uma simples informação em cada conta de luz, informando o quanto o seu vizinho está pagando em sua respectiva conta, além de dicas sobre como economizar a sua energia para equiparar-se ao gasto do seu vizinho, mostrou-se um poderoso recurso de convencimento.

Para isso, as contas de energia, obviamente, seriam cuidadosamente selecionadas.

Os resultados desse experimento foram milhões de horas de energia economizadas de uma forma simples e barata.

Como a economia comportamental pode diminuir sua conta de energia

O caso é narrado no sempre excelente TED, confira:


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com