Como cheguei até aqui?


feliz-fruta-maca-papel-triste-verde-Favim.com-78641

Como cheguei até aqui?

Você vai dizer essas quatro palavras em sua vida.

Todos vão.

Seja no meio de um relacionamento ruim ou em uma carreira que você sente que está roubando anos de sua vida.

Acredite em mim, existirá um momento em que você vai parar de prestar atenção em tudo o que está fazendo, olhar para o teto ou para o céu, e dizer: “Como cheguei até aqui?”

Na primeira vez que você der uma entrevista à mídia local sobre seu bem-sucedido negócio, ou quando alguém pedir para você autografar o livro que escreveu, você vai dizer: “Como cheguei até aqui?”.

Quando você ficar sabendo que passou em um concurso público, ou que será pai ou mãe de um lindo garotinho, você vai dizer: “Como cheguei até aqui?”

No primeiro dia em que você começar a trabalhar no emprego dos seus sonhos, ou no dia em que você for promovido no seu emprego atual, você vai dizer: “Como cheguei até aqui?”

Quando você receber um comentário ou email elogiando o seu trabalho, ou os parabéns pela apresentação que você passou dias elaborando, você vai dizer: “Como cheguei até aqui?”

Quando um cliente reclamar que a prestação do seu serviço é horrível, ou que o seu chefe reclamar que você não está cumprindo com suas obrigações, você vai dizer: “Como cheguei até aqui?”

E quando isso acontecer, a única diferença, em todos os casos, vai ser a entonação.

Se você escolheu ser uma pessoa de valores sólidos e determinada a cumprir com os seus objetivos de vida, vai querer usar muito mais pontos de exclamação e muito menos pontos de interrogação. Do contrário, a indagação será acompanhada de uma de suas mãos segurando a sua cabeça.

Não é uma questão de quando você vai dizer essas quatro palavras.

A questão é como você vai dizer essas quatro palavras.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com