Como será o Supermercado do Futuro?


supermercado-do-futuro

Já parou pra pensar como será o ambiente de um supermercado no futuro? Futuro esse que eu garanto estar próximo, muito próximo. É o que Stephen Baker afirma em seu livro Numerati (que nem é tão novo assim, lançado em 2009). Os Numerati são membros de uma elite de profissionais da computação e da matemática que são especializados em analisar determinados dados da população em busca de padrões de comportamento que possam prever o que queremos comprar, em quem vamos votar, pra onde vamos viajar, e diversas outras atividades.

Mais que dados são esses? Você deve estar se perguntando. Para citar alguns simples exemplos, cada compra que você faz, por internet ou na própria loja física, essa ação gera uma determinada quantidade dados (qual item comprou, se ele estava em promoção, o dia da semana, sua idade, cidade). Um simples clique em um site também fornece uma quantidade de dados (se você clicou ou não naquele banner promocional, e se não, aonde foi que clicou? Se você clicou em comprar o item e depois desistiu da compra).

O autor dedica um capítulo inteiro para falar sobre o novo Consumidor e para tal, o autor concentrou-se em descrever o ambiente de um Supermercado do futuro. Baker afirma que ao longos dos anos, esses supermercados acumularam montanhas de nossos dados pessoais, fruto de nossas compras, porém só agora esses dados estão começando de fato a serem analisados pelos Numerati para possuir alguma serventia.

Como será o Supermercado do Futuro?

O estudo desses padrões de consumo concentra-se em um benefício principal, que não irá fazer você cair da cadeira surpreso, afinal, no fundo todos nós sabemos que isso um dia iria acontecer. O autor afirma de forma simples e clara que “estudam-se os dados para prever nossos gostos e induzir-nos a gastar mais dinheiro”. Indo direto ao ponto, o capítulo nos descreve como será um processo de compra em um supermercado do futuro.

Primeiro, cada pessoa irá possuir um cartão de uso pessoal, nele irá conter seus dados pessoais, como nome e foto, e o principal, é nele que todos os seus dados de compra ficarão armazenados.

Logo na entrada do mercado, você receberá o chamado carrinho de compras do futuro, a diferença deste para o tradicional é que ele vira acoplado com um leitor de cartão e uma pequena tela de LCD. E, ao passar o cartão no leitor, as surpresas começam a acontecer.

Com os seus dados de compra armazenados, o carrinho inteligente te mostrará algumas opções de compras de acordo com a sua ultima compra realizada, também mostrará as ofertas do supermercado, bem como o caminho mais rápido para chegar até esses produtos.

E as coisas ficam mais interessantes quando os gerentes de lojas começam a manipular o nosso comportamento. Basta lançar uma promoção no sistema para esses gerentes conseguirem saber o quão realmente ela surtirá efeito.

As promoções do Supemercado do Futuro

Suponha que o gerente queira se livrar de uma montanha de produtos que está criando teias de aranha no estoque, basta enviar a notícia a sua tela e…… Com um mercado ávido por promoções como o brasileiro, não é difícil imaginar o que vai acontecer.

Outro fato importante relatado no livro diz respeito à nova segmentação de clientes. Os consumidores não mais serão segmentados por renda ou idade como geralmente acontece em nossas lojas hoje em dia, eles passarão a ser segmentados pela categoria de produtos.

Isso significa que, no grupo que gosta de comprar morangos, pode haver ricos e pobres, velhos e adolescentes, homens e mulheres, o importante agora passa a ser o comportamento de compra em comum, o desejo de comprar o mesmo item, ou seja, a complexidade de lançar uma promoção irá aumentar, já que a “cesta de consumidores” será composta por públicos totalmente diferentes.

Mas nem tudo são flores, os pesquisadores ainda enfrentam alguns problemas. Imagine que você seja uma pessoa de 50 anos que resolve comprar ocasionalmente um presente para seu filho de 15, como uma calça rasgada ou uma camiseta da moda. Ou mesmo se você homem da casa, resolveu comprar uma roupa íntima para presentear sua mulher em seu aniversario de casamento.

Como o sistema do Supermercado do Futuro interpretaria isso?

Você não quer que da próxima vez que voltar ao mercado, ao passar o cartão, começar aparecer um monte de promoções de roupa intima feminina, ou o caminho mais rápido para chegar até a seção de calcinhas.

Enfim, a oferta precisará ser muito bem planejada, afinal, oferecer produtos que o consumidor não tem o mínimo interesse em comprar poderá vir a ser um tiro pela culatra, ele poderá optar por retomar a utilização do carrinho tradicional que não dá palpites ou em casos mais extremos, preferir comprar em outro lugar.

Para você que está curioso em saber como funciona, o youtube já disponibiliza alguns vídeos sobre o assunto, como o mostrado abaixo:

É esperar pra ver.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com