Construa sua Marca começando por seus funcionários


construa-sua-marca

Certo dia um consultor foi chamado para resolver o problema de uma fábrica de pneus que estava enfrentando problemas com suas vendas. As vendas de pneus, por alguma razão, estagnara.

Ao chegar na empresa, a primeira tarefa que o consultor reparou foi que os carro dos gerentes  e dos diretores usavam pneus da concorrência.

Abismado o consultor tirou foto de todos os carros e indagou para a diretoria: “Se nem os próprios funcionários da empresa usam seus produtos, como é que vão querer passar adianta de que o produto é bom para os seus clientes?”

Essa história é real e mostra uma triste realidade das empresas.

Como vender algo que nem mesmo você acredita que é algo bom?

Algo que nem você usaria?

É preciso entender que o processo de construção de uma marca, ou o processo de Branding, é uma responsabilidade que todos que trabalham organização precisam assumir.

A marca precisa ter raiz dentro da organização

Não há marca forte na rua se ela não for forte dentro da empresa.

Não adianta o pessoal da Produção achar que está fazendo um produto maravilhoso ou o pessoal do Marketing achar que está fazendo a melhor campanha de vendas já vista se a equipe de vendedores achar o produto uma droga. No final de toda essa história, quem paga o pato é o cliente.

O primeiro a se encantar com o seu produto é o seu próprio funcionário, se ele não adotar a sua idéia, pode esquecer!

Como se manter motivado vendendo um produto que nem mesmo ela utiliza?

Ok, você pode colocar uma cenourinha na frente do vendedor, pressioná-lo com metas e adotar políticas de remuneração variável e dizer “quanto mais você vender, mais irá ganhar, só depende de você”.

Essa prática pode até funcionar com funcionários que acabaram de entrar na empresa, esses ainda tem todo o gás para queimar e sequer precisam de políticas de remuneração extra para mostrar serviço, mas com o passar do tempo, quando ele cair na real que o seu produto é muito inferior ao da concorrência, que nem mesmo ele o usaria, seu rendimento irá cair, é algo inevitável.

A transparência hoje é fundamental no processo de vendas, está acabando o tempo daquela vendedora que aprova todas as roupas que você coloca. Autenticidade é tudo para uma marca sobreviver ao longo do tempo.

Um bom exemplo vem dos Bancos, repare na vontade dos funcionários em te oferecer um Título de Capitalização.

Quem conhece ou têm algum amigo que trabalha no banco sabe que uma das metas mais difíceis de serem atingidas são as de Capitalização, mas afinal, por que isso acontece?

Pergunte novamente ao seu amigo bancário se ele utiliza esse plano, com quase 100% de certeza ele te dirá que não porque sabe que dentre as inúmeras opções que existem para guardar ou investir o seu dinheiro, o Título de Capitalização é a pior delas.

Obrigados a vender algo que nem eles próprios acreditam ser algo bom para o seu cliente, a tendência é que a tarefa se torne um fardo difícil de carregar.

E depois a diretoria vem dizer que não sabe o porque suas vendas não decolam…


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com