[Entrevista] O uso do Whatsapp para Negócios


WhatsApp_logo.svg

Eu confio que 2016 será o ano da consolidação do uso do Whatsapp com a finalidade de gerar negócios para as empresas.

Digo isso porque assim como toda nova ferramenta de comunicação que surge no mercado, o período de testes para saber o que funciona e o que não funciona já passou, agora é hora de colocar a teoria para funcionar!

Apesar de eu acreditar que a utilização do aplicativo ser extremamente lógica, há empreendedores que estão optando em fazer cursos específicos para aprender a aproveitar o máximo do Whatsapp para gerar vendas.

Honestamente eu não vejo necessidade, um bom bate papo com algumas pessoas que utilizam o aplicativo com essa finalidade já resolveria o problema, até mesmo um grupo criado no próprio programa já bastaria, mas em todo caso, tenho que confessar que esse é um nicho de mercado que alguns especialistas estão faturando um bom dinheiro.

Entrevista sobre Whatsapp para Negócios

Foi sobre esse assunto de whatsapp para negócios que eu concedi uma entrevista para a revista Negócios MS, de Campo Grande. Ela foi focada mais na utilização do aplicativo para a questão de gerar oportunidades de vendas, quem quiser saber sobre as consequência do mau uso do Whatsapp dentro de uma organização sugiro que leia esse artigo publicado pelo portal G1 chamado o Uso do Whatsapp no trabalho, pode dar demissão, que aborda questões como o pagamento de hora extra quando os funcionários utilizam o aplicativo fora do horário de trabalho, assédio feito por gerentes, punições, etc…

Sem mais delongas, vamos as perguntas.

Quando foi que os empreendedores enxergaram o WhatsApp como canal de vendas e contato com os clientes? Isso é de fato uma tendência de mercado? 

Apesar do Whatsapp existir desde 2009, foi apenas em 2015 que as empresas brasileiras passaram a enxergar potencial na utilização do aplicativo como canal de vendas e atendimento. Em Janeiro de 2016, pesquisas sobre Tendências de Marketing para o mercado brasileiro já afirmaram que o Whatsapp deverá se consolidar de vez nesse ano.

Por que os empreendedores devem investir nessa área? É possível mensurar os benefícios a partir de quanto tempo?

Os motivos são vários. Primeiro pela praticidade. O aplicativo é de fácil instalação e utilização, além de ser gratuito. O segundo vem de um princípio do próprio Marketing, você deve estar onde os seus clientes estão, e hoje, dependendo do seu mercado, a grande maioria utiliza aplicativo. A terceira é uma novidade, a equipe do Whatspp já anunciou que está desenvolvendo serviços exclusivos para empresas, porém, estas novas funcionalidades não serão gratuitas. Quando bem comunicado pela empresa, os benefícios do uso do aplicativo podem ser vistos de maneira imediata. Eu já vi vendas acontecerem na mesma semana em que o Whatsapp começou a ser utilizado.

Quais os riscos que os vendedores enfrentam nesse tipo de atendimento e que cuidados devem tomar para se precaverem de eventuais prejuízos financeiros ou a própria imagem (se isso for um risco)?

Para os vendedores do mercado varejista, muito cuidado para não ficar utilizando o aplicativo enquanto existem clientes na loja esperando atendimento. Ultimamente venho recebendo várias fotos e reclamações relatando esse caso. Já para os vendedores do mercado corporativo, o cuidado é para não se acomodar. O whatsapp é um excelente canal de vendas, mas não é o único. Deixar de prospectar clientes para focar exclusivamente no whatsapp pode ser um grande erro.

Uma coisa me pareceu curiosa ao conversar com alguns empreendedores. Parece que isso só funciona para negócios locais. É isso mesmo? Por exemplo, uma vendedora de loja pode captar clientes por meio do aplicativo para que eles então se direcionem até a loja física e isso acaba fazendo com que o cliente crie uma ligação com o determinado vendedor que ele interage no WhatsApp. Isso é algo que não funcionaria com grandes empresas?

A informação não procede. Conheço empresas que utilizam muito bem o whatsapp para fazer vendas em diversos estados. É importante lembrar que para uma organização efetuar uma venda, não necessariamente um cliente precisa ir até a sua loja, ou seja, a venda também pode ser feita de forma online. Aproveitando a ocasião, aqui vai um alerta que eu costumo deixar aos empresários em consultorias: se a sua empresa só funciona em horário comercial, você está correndo o sério risco de não bater o seu ponto de equilíbrio no médio prazo (5 anos).

Outra questão é que o início do uso do aplicativo para vendas acontece de uma forma bastante espontânea, o que é bacana por um lado, mas ao mesmo tempo aponta a falta de um indivíduo ou equipe especializada. Isso seria de fato importante?

Antes de mais nada, é importante que o funcionário que ficará responsável pelo Whatsapp da empresa tenha uma boa escrita. Na visão do cliente, pessoa e empresa não se distinguem, são a mesma coisa. Dessa forma, gírias e abreviações podem comprometer a imagem da organização. Também é importante lembrar que pelo fato da conversa ficar gravada, qualquer deslize que o funcionário cometer poderá ser facilmente espalhado nas mídias sociais. Eu já vi assédios de vendedores em clientes viralizarem em questão de poucas horas…

Se você tem alguma dúvida sobre o uso do whatsapp para negócios, é só deixar sua pergunta aqui nos comentários 🙂

Grande abraço e até a próxima entrevista.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com