(Feliz) dia do Administrador: uma visão realista dos fatos


feliz-dia-do-administrador

Hoje é o dia do Administrador.

Obviamente, por levar o nome do curso em minha marca (por enquanto), eu supostamente deveria vir até aqui e fazer uma super homenagem a todos os meus colegas de profissão.

Afinal, essa sempre foi a linha condutora do meu conteúdo: fornecer uma visão otimista sobre o nosso mercado, pois de críticos, como você bem sabe, o país já está bem cheio.

Mas tal como eu fiz no ano passado, nesse mesmo dia, eu ainda não tenho motivos para comemorar o nosso dia, já que de lá para cá, pouca coisa mudou. Tanto que até a imagem que eu utilizei na época será repetida.

E a razão continua sendo a mesma – a nossa profissão ainda permanece sendo desvalorizada, muito por culpa, em minha opinião, pela omissão dos nossos conselhos representativos (CFA/CRA).

Com relação ao nosso Conselho de Administração (CRA/CFA)

Caros colegas, me respondam uma coisa, na sua região, existe alguma atuação expressiva do CRA?Pergunto isso porque aqui na minha, interior de São Paulo, eu sequer sei aonde fica a sede do nosso conselho.

E digo mais. Existem formandos que sequer sabem o que significa a sigla CRA.

Falando por mim, a única vez que vi um representante do CRA foi quando eu me formei. Naquela ocasião, alguém resolveu aparecer oferecendo uma agenda e um desconto na anuidade da carteira de membro.

Eu particularmente fico impressionado em ver como o pessoal do CRA consegue “administrar” um conselho sem aparentemente ter nenhum tipo de indicador de desempenho.

Como isso é possível? Ou melhor, como é possível administrar uma VIDA ser ter indicadores de desempenho?

Só para me citar como exemplo, vejam, todo começo de ano eu faço questão de postar aqui nesse blog quais serão os meus indicadores de desempenho para o restante dos meses.

É com base neles que eu sei que terei que publicar ao menos um texto por semana e uma resenha de livro por mês. Eu também sei que terei que fazer cerca de duas postagens por dia no meu Instagram, ministrar 4 cursos de oratória, bem como apresentar um artigo científico em algum congresso. E isso só diz respeito a publicação de conteúdo.

Além dele, eu também tenho os meus indicadores de “absorção” de conteúdo. Ou seja, no começo do ano, eu sei que terei 365 dias para fazer pelo menos dois cursos fora da minha cidade, ir a pelo menos um congresso de renome nacional, ler pelo menos dois livros por mês, e por aí vai…

Caso eu consiga alcançar esses indicadores de DESEMPENHO, eu sei que muito provavelmente chegarei aos meus indicadores de RESULTADOS, que nesse caso, é ministrar cerca de 10 palestras por ano, sendo pelo menos uma fora do meu estado, vender cerca de 30-40 por mês, faturar tantos reais por ano, e por aí vai.

Essa é a BASE da gestão.

Sem indicadores de desempenho, não tem como você cobrar resultados dos seus funcionários, alunos, filhos, etc…

Agora eu pergunto, alguém aí sabe quais são os indicadores de desempenho do CRA?

Alguém sabe quantas parcerias eles propõem por mês? Quanto eventos eles organizam? Quantos cursos eles oferecem? Quantas entrevistas eles dão?

Porque serão esses indicadores de DESEMPENHO os principais responsáveis por levar o conselho ao seu principal indicador de RESULTADO: o crescimento no número de associados.

Veja, quando o CRA se omite nesse sentido, vários outros órgãos passam a ocupar essa lacuna de mercado. Em minha opinião, a função que vários portais da área de negócios exercem hoje, como Endeavor, MeuSucesso.com, Administrador.com.br, deveria ser também uma função do CRA.

Vários cursos e atividades que o SEBRAE ou a FGV oferecem deveriam ser também função do CRA.

O conteúdo que eu posto no meu Instagram, e que hoje alcança mais de 90 mil pessoas, deveria ser também função do CRA

Agora, você já viu que tipo de conteúdo o CRA publica nas redes? Que tipo de evento eles oferecem? Que tipos de cursos eles oferecem?

Pois é meus amigos…

É na omissão do nosso conselho que a nossa profissão também acaba indo para o buraco.

Os desafios para o Dia do Administrador

Como eu disse anteriormente, falando assim pode até não parecer, mas eu sou uma pessoa muito otimista com relação a nossa área.

Eu acredito que futuramente ficará cada vez mais difícil administrar não só os processos de uma empresa, mas, principalmente, as pessoas que nela trabalham.

Dessa forma, será impossível para um amador querer se aventurar no mundo dos negócios sem ter o acompanhamento de um profissional treinado, pois o risco de quebrar a cara será muito grande.

Pode até ser que até lá não exista nenhuma lei que torne isso uma obrigação, e eu acho muito difícil que essa que estão propondo seja aprovada nesses moldes, mas essa necessidade, hora ou outra, falará mais alto.

Enfim, parabéns a todos os Administradores pelo nosso Dia!

E como eu disse aqui na semana passada, estudem ou para virar DONOS de empresas ou para ocupar cargos ESTRATÉGICOS como funcionários.

Eu acredito que agindo dessa forma, o nosso espaço começará a ser mais respeitado na sociedade.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com