Marketing não é um departamento, Marketing é tudo!


marketing-e-tudo

Recordo-me que nos meus bons e velhos tempos de faculdade, a primeira definição que vi sobre Marketing, no que foi então o meu primeiro contato com a área, ocupava um considerável espaço na lousa.

Referenciada pelo maior autor de Marketing de todos os tempos, o americano Philip Kotler, ela, apesar de ser bem explicativa, não era nenhum pouco didática, um problema que em minha opinião, afeta não só a definição dada por ele, como também a descrita por diversos outros autores.

Até hoje, nunca fui adepto dessas definições estilo “resposta de aluno que não sabe a questão da prova e tenta enrolar o professor”. Para mim, quanto mais curta e mais clara for à definição de algum termo, desde que não atrapalhe a sua compreensão como um todo, melhor.

Foi em meio as minhas leituras, e não dentro da sala de aula, que encontrei a definição de Marketing mais didática que já vi até hoje, quem cita ela é o também americano Jay Levinson, o mestre do Marketing de Guerrilha, em seu atemporal livro sobre o tema.

Para o autor, Marketing é simplesmente “cada contato, por menor que seja, que sua empresa tem com qualquer pessoa no mundo exterior”.

Menos é mais. A simplicidade acima de tudo.

Desde o momento em que li essa frase, procurei enquadra-la em todas as palestras que ministro sobre o tema. A partir desse significado, fica muito mais fácil entender que o Marketing não é só um departamento escondido dentro da empresa, o Marketing é tudo!

Mas como assim Marketing é tudo?

Vamos lá!

Marketing é algo que todos os funcionários fazem 24 horas por dia, 365 dias por ano.

Toda vez que você atende o telefone, está fazendo marketing

Toda vez que você envia um e-mail, está fazendo marketing

Toda vez que você alguém usa seu produto, está fazendo marketing

Cada palavra escrita no seu site é marketing

Se sua empresa tem um aplicativo de celular, cada mensagem de erro que aparece é marketing

O cafezinho que sua empresa serve aos clientes, é marketing

O uniforme que seus funcionários usam, é marketing

E por aí vai…

Perceba que todas essas coisinhas são mais importantes do que a escolha de um brinde que o cliente leva quando adquire seu produto, e ainda existem donos de empresas que acham que um brinde bonito irá salvar um péssimo atendimento, uma fila de espera absurda ou um ambiente sujo e descuidado. ESTÃO ERRADOS.

Essa visão de que o Marketing está ligado apenas a Promoção precisa mudar! É compreensível ver uma pessoa de outra área cometer esse equívoco, mas ele é inadmissível quando acontece com algum profissional da área de negócios!

Marketing não refere-se a alguns poucos eventos isolados, repetindo, Marketing é a soma de todos os contatos que a sua empresa faz com qualquer pessoa do mundo exterior.

Ao contrário do que tudo indica, é preciso ter extrema sensibilidade e conhecimento para “orquestrar” todas essas pequenas coisas, esse tema por sinal, é o princípio de outro assunto da área chamado Branding, mas deixo isso para um próximo dia…


Newslatter

Comentários

  1. Luciano Brito diz:

    Olha eu adorei a matéria, eu também não sou adepto ao marketing da faculdade, que por sinal estou no penúltimo período e acabei de reprovar, devido as resposta que temos que da (sempre com duplo significado) e algumas um pouco sem logica como por exemplo meu professor queria que explicasse qual estilo de marketing das Havaianas, entre outras respostas tinha. qual das opções era correta, se era publicidade, propaganda, …. pra mim é tudo isto.

  2. Alvaro Ruoso diz:

    Perfeito o seu texto!

    1. Obrigado Alvaro!
      Se preferir, assine o feed de notícias do blog para ficar por dentro das novidades http://feedburner.google.com/fb/a/mailverify?uri=JovemAdministrador&loc=pt_BR
      Abraços!

  3. é uma visão precisa do que implicita e explicitamente é função do marketing. Não existe como dissociá-lo do dia a dia da empresa e, menos ainda, da essência da empresa. Parabéns pela abordagem

    1. Muito obrigado Vera!

  4. Olá Diego! Eu gostei do seu texto, pois achei boa a visão da importância de praticar o marketing dentro de qualquer empresa (pequena, média ou grande), e que pequenos detalhes que passam despercebidos por estas, podem prejudicar seu desenvolvimento. Gostei e resolvi compartilhar entre os grupos que participo no LinkedIn, e tem gerado boas discussões a respeito do tema. Isso é muito bom. Significa que seu texto atacou algo que realmente tem uma carência de esclarecimento.

    1. Muito obrigado por compartilhar meu texto Sheila, de fato eu percebi um pico de visitantes nos últimos dias vindos do LinkedIn. Se gerou discussão é um bom sinal, pois concordando ou não com o que está escrito, ao menos as pessoas fogem da sua zona de conforto para expressarem sua opiniões. Para um escritor, um silêncio nunca é um bom sinal. Sinta-se a vontade para assinar o feed de notícias do blog ok? Basta acessar o link http://feedburner.google.com/fb/a/mailverify?uri=JovemAdministrador&loc=pt_BR e colocar o seu email

      Abraços.

  5. liange diz:

    Muito bom o seu texto, sou professora aqui em Curitiba, e gostaria de saber se posso utilizá-lo em alguma aula, claro que vou citar o autor.
    Obrigada.

    1. Olá Liange, obrigado pelo elogio. É claro que você poderá usá-lo, para imprimi-lo, basta clicar no botão “Print” logo abaixo do texto. Se preferir receber os novos textos do blog por email, basta acessar o link http://feedburner.google.com/fb/a/mailverify?uri=JovemAdministrador&loc=pt_BR e colocar o seu email.
      Abraços

  6. […] Menos é mais. Ela é tão perfeita que dá até para você mandar fazer uma placa e colocá-la na parede do seu escritório, algo impossível de ser feito com as outras definições que encontramos espalhadas nos livros de gestão. […]

LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com