Mudanças na Empresa Familiar: muita calma nessa hora


Empresa-Familiar-1

Antigamente, muitos pais empreendedores, inconscientemente, desmotivavam seus filhos ainda pequenos a prosseguirem na empresa familiar, quando estes, ao irem mal nos estudos ou por alguma arte, os castigam com a pena de permanecerem na empresa por um período, para que possam voltar a desfrutar de alguns benefícios.

Diziam: “hoje você está de castigo e vai trabalhar comigo para aprender a dar valor ao que tem”.

Quem nunca presenciou essa situação?

Tal estratégia, logicamente, acabava por dar ao negócio do pai, a imagem de algo ruim, que deveria ser evitado ou até repudiado.

Hoje, felizmente, essa imagem de que a empresa familiar é uma espécie de purgatório está deixando de fazer sentido. O orgulho de fazer parte de um negócio familiar está fazendo com que muitos jovens optem por cursar as mesmas faculdades que seus pais fizeram, ou ainda escolher cursos que complementarão algum setor deficitário da empresa, tudo com o objetivo de dar prosseguimento ao sonho iniciado por sua família anos atrás.

E aqui eu abro um parênteses: como é emocionante ver uma foto de uma família trabalhando unida em um mesmo negócio!

Cuidados com a empresa familiar

É claro que essa transição deve ser feita de maneira lenta e cuidadosa. Digo isso porque tenho presenciado muitos jovens que, ansiosos para colocar em prática as modernas técnicas que aprenderam na Faculdade, querendo causar uma verdadeira revolução em um curto espaço de tempo, acabam se frustrando por não receberem a autorização para tal.

O meu conselho para tal situação, se esse for o seu caso, é que você tenha calma. Calma que a sua hora vai chegar.

A verdade é seguinte: a não ser que seus familiares forem profissionais adeptos as tendências de mercado, eles dificilmente aceitarão investir de uma hora para outra na aquisição de algum maquinário ou software de preços exorbitantes com a promessa de dobrar a produtividade da empresa, tão pouco mudar aquele processo que apesar de estar dando certo há tanto tempo, poderia diminuir ainda mais os custos caso fossem adotadas certas medidas.

Para boa parte da geração passada o velho ditado ainda vale mais do que nunca: em time que está ganhando não se mexe.

Falo isso por experiência própria, não minha, mas de muitos amigos que já passaram por essa situação.

Quando isso acontece, temos as seguintes reações:

O abandono da empresa familiar para virar funcionário de alguma outra organização, visando adquirir mais conhecimento para, quem sabe, voltar em um futuro próximo;

Seguir o seu caminho criando sua própria empresa;

Continuar na casa e com muita paciência e persistência, colher bons frutos no longo prazo.

Pode ser que futuramente a realidade mude e as inovações e mudanças comecem a serem aceitas com maior facilidade, mas enquanto isso não acontecer, você precisará ter muita paciência para finalmente conseguir dar as cartas do jogo.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com