Não existe conhecimento sem debate


palestra

“Após a realização de uma palestra de três horas ministrada para quinhentas pessoas, apenas três delas têm perguntas. Quatrocentos e noventa e sete não sabem, não têm interesse, possuem vergonha, se acham superiores demais para perguntar, ou então têm medo de dividir seu conhecimento. Incrível, não é?”

Quando eu participo de algum debate, de algum seminário, de alguma palestra, SE ELA FOR BOA, faço questão de fazer alguma pergunta. Pode não ser a melhor, alguns podem considerá-la idiota, mas no fundo, eu sei que ela ajudará a todos, inclusive aquele que está palestrando.

E por que deveria ser diferente?

Como eu contei em um texto passado, eu acabei de ir até São Paulo para assistir um curso de vendas, e é lógico que eu fiz várias perguntas. Seria imperdoável eu viajar 700 km para ficar sentado na cadeira como um boneco, aceitando tudo passivamente, como se eu estivesse assistindo televisão, não mesmo!

E eu não estou nem aí se a pessoa que está sentada do meu lado ficar encabulada, azar o dela, que mude de lugar.

O pensamento de que “ele finge que está falando e eu finjo que estou escutando”, na minha opinião, é o ápice da mediocridade. Pior que isso só mesmo escutar que “o que importa é o certificado, o curso tanto faz”.

A verdade é que o conhecimento só é gerado a partir de discussões. Quando o primeiro pergunta algo e o próximo se aproveita da resposta que lhe foi dada para fazer uma nova pergunta ou uma nova observação, aí sim temos o princípio de algo construtivo.

Se você duvida disso basta relembrar de alguma reunião que você foi da qual não houve nenhuma debate. Quando só o dono da empresa fala e os demais abaixam a cabeça, nada de construtivo acontece. Seria melhor mandar o comunicado por email, assim ninguém precisaria se deslocar até o local da reunião…

A ausência de debates, por sinal, é um dos motivos dos quais eu não sou muito adepto das metodologias em Ensino a Distância. Você já viu algum debate acontecer em uma aula de EAD? Eu nunca vi…

Se acovardar não é e nem nunca será uma opção válida, pelo menos para mim…


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com