No fim, nem o melhor mapa do mundo ajuda se você não sabe onde está


onde-esta

Sem um ponto de origem, até o melhor mapa é inútil.

Se você abrir o GPS em seu celular agora e tentar achar uma rota, a primeira coisa que ele vai pergunta é onde você está.

O Google Maps não pode te dizer como atravessar o estado, nem mesmo como atravessar a rua, sem um ponto de origem.

Mas a maioria de nós, quando chega a hora de entender para onde estamos direcionando nossas vidas, nunca para e faz a pergunta mais simples: “Onde estou?

Nós simplesmente seguimos em frente, dia após dia, baia após baia, cada vez mais rápido, em uma espécie de corrida dos ratos, porém chegando a lugar nenhum.

Mas será que essa é realmente a melhor forma de conduzir nossas carreiras? E se não é, porque tanta gente se comporta assim?

Eu nunca fiz uma sessão de coaching, mas imagino que o primeiro estágio para diagnosticar alguém neste sentido é entender onde a carreira da pessoa se encontra nesse momento. Creio ser impossível traçar metas e objetivos alcançáveis sem ter uma clara resposta para essa pergunta. Definitivamente, esse deve ser o ponto de partida.

É claro que identificar onde você está nem sempre lhe trará respostas satisfatórias, no entanto, fazer essa introspecção é um passo importante para definir o seu futuro profissional.

Em seu livro Empresas feitas para vencer, Jim Collins conta a história de Jim Stockdale, um oficial do exército americano que foi mantido prisioneiro por outo anos na Guerra do Vietnã e torturado regularmente. Collins perguntou a Stockdale quais soldados não não conseguiram sair da prisão. Stockdale respondeu: “essa é fácil. Os otimistas. Eram eles que diziam, ‘vamos sair daqui até o Natal’. E o Natal chegava e ia embora. Então diziam, ‘vamos sair antes da Páscoa’. E a Páscoa vinha e pensava. E Ação de Graças, e o Natal de novo. E eles morriam de decepção”.

Está é uma lição muito importante. Você nunca deve confundir a fé em que você vencerá no final – e que você nunca pode perder – com a disciplina para confrontas os fatos mais brutais de sua realidade atual, sejam eles quais foram.

Evite a tentação de acreditar que ser honesto sobre sua realidade atual é de alguma maneira o jeito errado de sonhar alto.

Se você tem uma esposa e dois filhos para sustentar, não vire para eles e diga: “O papai quer sonhar. Vou pedir demissão do emprego para começar uma vida de nômade digital e agir como se fosse um solteiro de vinte anos porque estão dizendo que esse é o estilo de vida do futuro”.

Responder honestamente a pergunta “Onde eu estou?”, pode ser crucial para sua carreira e talvez para sua vida inteira.

Então mãos a obra!


Newslatter

Comentários

  1. […] citei anteriormente no texto no fim, nem o melhor mapa do mundo ajuda se você não sabe onde está, você nunca deve confundir a fé em que você vencerá no final – e que você nunca pode […]

LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com