O Círculo dos Extremos – um conceito gerador de ideias


circulodosextremos

O círculo dos extremos é um conceito que apresento em minha palestra sobre empreendedorismo criativo. Eu o criei com base em alguns livros do meu ídolo do marketing Seth Godin. Seu principal insight é que as “coisas” (produtos/serviços/empresas) notáveis estão situadas nos extremos, e não no meio, como muitos pensam.

Funciona assim:

  • Se a pizzaria do Pedro cobra R$30 pelo rodízio e a do Zé cobra R$27, quem pensa em abrir uma quer cobrar R$28,50 para não fugir da “média”.

Então eu pergunto: Porque não cobrar R$20 e oferecer somente alguns poucos sabores? Ou cobrar R$45 e oferecer 50 sabores e mais o refrigerante?

  • Se a temakeria da Priscila cobra R$40 pelo rodízio de sushis e a da Maria cobra R$45, quem pensa em abrir uma quer cobrar R$43,50 para não fugir da “média”.

Então eu pergunto: Porque não cobrar R$30 e oferecer um rodízio que não possui sashimi (onde se concentra a maior parte dos custos)? Ou cobrar R$60 e oferecer algumas variedades não encontradas em nenhum outro lugar?

É isso o que o círculo te faz questionar.

Depois de compreendê-lo, você começa a entender que alguns dos recentes produtos que estão fazendo barulho no mercado, e que aparentemente parecem incoerentes com as necessidades do mercado, são perfeitamente justificáveis.

Foi assim com os famosos bolo de churros, que tornou uma confeiteira famosa da noite para o dia; ou a coxinha de 1 Kg, que aumentou o giro, e consequentemente o faturamento de uma padaria; ou mesmo o buquê de 150 rosas e 35 kilos, uma aposta de uma floricultura para o dia dos namorados.

A grande verdade é que todo mundo quer ficar no centro da roda, o chamado oceano vermelho, e é por isso que nesse lugar não tem mais espaço!

Quem fica no meio do círculo acaba tendo que enfrentar uma guerra insana de preços. Nessa região, um aumento de R$1,00 no seu preço significa uma avalanche de reclamações dos seus clientes.

Aqui ninguém briga por valor. Com raríssimas exceções, aqui é o pior lugar para um empreendedor situar o seu produto ou o seu serviço.

Criar mais um produto na média não fará com que os clientes espalhem essa novidade, não fará com que eles tirem fotos para postar em suas redes sociais, e tão pouco fará o seu negócio decolar.

Fuja do meio!


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com