O estilo Jack Welch de liderar


jack-welch“Se o profissional tiver ótimo desempenho e bons princípios, o ideal seria promovê-lo. Se tiver péssimo desempenho, mas princípios bons, basta treiná-lo. Porém, caso ele tenha princípios ruins, é preciso demiti-lo, não importa qual seja seu desempenho” . Jack Welch – Ex-CEO da General Eletric.

Já faz 13 anos que um dos mais importantes presidentes da história moderna da Administração se aposentou, no entanto, suas frases ácidas ainda são replicadas em diversas palestras, livros e blogs de Gestão. O lendário Jack Welch ficou conhecido por ser o principal executivo responsável em conduzir a General Eletric a um patamar inimaginável. Seu estilo agressivo de liderança até hoje é alvo de constantes elogios e críticas.

Dentre suas inúmeras inovações propostas, destaca-se a regra 20-70-10, no qual dizia que os líderes empresariais deveriam:

Premiar seus 20% melhores funcionários: chamados por ele de estrelas. São eles que carregam o piano e fazem as coisas acontecerem. Pensam coletivamente, ensinam, colaboram, dão sugestões, enfim, ajudam a disseminar a missão e os valores da empresa aos demais funcionários. Possuem uma perfeita visão do seu papel como membro da organização e caso alguém fale mal dela, saem em sua defesa, checam o acontecido e desfazem o mal entendido.

Manter os 70% que compõem a média: são eles que fazem o carrossel girar e merecem constante atenção do líder. Dificilmente faltam ao trabalho, mas sempre usam do seu direito de chegar 10 minutos depois e ir embora 10 minutos antes do horário previsto. Fazem exatamente o que lhe pedem e nada mais do que isso. Hora-extra ou consulta médica após o horário de expediente nem pensar. Quando são repreendidos por seus líderes, sentem-se injustiçados, afinal, dificilmente faltam ou chegam atrasados, mas não acrescentam uma vírgula para um maior crescimento da empresa.

Afastar os 10% de pior desempenho: são os considerados problemáticos. Para Jack, os que pertencem a esse grupo devem ser dispensados, pois adoram contaminar o ambiente organizacional com pessimismo. Nunca chegam no horário, mas sempre saem no horário. Consultas médicas devem ser sempre no horário matutino para terem o resto do dia de licença. Gostam de alongar o tempo do cafezinho e ainda por cima reclamam de tudo, principalmente do salário, que eles julgam ser pouco, tendo em vista tantas horas que eles dedicam trabalhando para a empresa.

Durante todo o seu mandato, essa filosofia de meritocracia foi o pilar que sustentou o crescimento expressivo da GE. Irei comentar sobre ela no Hangout sobre Liderança no dia 16/08 às 15:00 horas. Se você ainda não fez sua inscrição, basta clicar aqui.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com