O primeiro passo para quem deseja abrir uma empresa


porque-abrir-uma-empresa

O texto de hoje foge um pouco do padrão. Ele não envolve nenhum livro, tampouco alguma pesquisa científica como os que estou acostumado a escrever, trata-se apenas de uma indignação. Tenho a plena convicção de que assim como eu, todo estudante de Marketing e Vendas já se deparou com a seguinte pergunta em algum momento da sua vida:

“Por favor, você poderia me ajudar e dizer como faço para aumentar o movimento de pessoas e as vendas na minha loja?”

Em qualquer fórum, site ou coluna aberta para perguntas é a mesma coisa. Basta alguém publicar algum texto sobre “dicas de como aumentar suas vendas” que aparece aquela multidão de gente desesperada querendo aumentar o fluxo de pessoas em sua loja e conseqüentemente, suas vendas. Como se fosse algo fácil assim!

Esse assunto por si só já daria um texto de várias páginas, quem sabe até um artigo para publicação. Eu poderia falar sobre o mau uso do material de marketing da empresa, de problemas com o atendimento, da falta de organização e merchandising dos produtos na loja, do mau gerenciamento dos clientes, da insatisfação dos funcionários que afundam a imagem da empresa, enfim…

Porém, um dos motivos que mais me instigou a escrever, e do qual eu queria discutir no texto de hoje, é sobre a total FALTA DE INFORMAÇÃO DO EMPREENDEDOR QUANDO ELE RESOLVE ABRIR SUA EMPRESA.

O Primeiro passo para quem deseja abrir uma empresa

Você sabia que a maioria desses problemas não aconteceria se o empreendedor fizesse um bom plano de negócios antes de abrir sua empresa? São esses empreendedores apressadinhos que não sabem nem quem é o seu público alvo, não sabem qual são os verdadeiros problemas dos seus clientes, não sabem sequer quantos produtos precisam vender para alcançar o ponto de equilíbrio, ou melhor, a maioria nem ponto de equilíbrio sabe o que é!

Certa vez ouvi uma história de uma empresária dona de uma loja de roupas para crianças que se recusava em vender roupas de cor rosa por achar “brega demais”. As mães entravam na loja querendo alguma roupa rosa, não encontravam, tentavam ser persuadidas para comprar uma roupa de outra cor, ficavam ainda mais irritadas e iam embora para nunca mais voltar. A dona da loja não estava preocupada em resolver os problemas das suas clientes, ela queria resolver o problema dela, ela queria deixar o mundo mais “fashion”, e se você não concordasse com a opinião dela sobre o que é ser fashion, azar o seu!

Me espanta e me revolta saber que ainda hoje, nos tempos de internet e de informação gratuita, as pessoas ainda cometerem o erro de querer abrir uma loja sem pesquisar sobre o seu mercado alvo. Esses “empreendedores” agem como crianças ao ver um doce na prateleira do supermercado.

Desesperados por “não poder deixar a oportunidade passar” ou por “seguir o conselho de um amigo que afirmou que aquele ponto comercial é sucesso garantido” quebram a cara em menos de 6 meses, e quando o balanço no final do mês (isso para aqueles que se preocupam em fazer um fluxo de caixa, ou seja, a minoria) começa a ficar no vermelho, querem recorrer a um profissional de vendas, achando que este é a solução dos seus problemas.

Ou o que é pior, como agora a onda é apostar no Marketing Digital, esses pobres empreendedores acabam apostando suas ultimas fichas em publicidade online, afinal, já que todo mundo está entrando nela, ele não poderia ficar de fora não é mesmo? É bonito ver sua loja aparecendo no primeiro resultado em uma pesquias do Google não acha?

Uma coisa eu digo e afirmo, se uma empresa não se preocupar em construir uma boa base de informações na hora em que foi constituída, se nenhuma pesquisa foi feita, se o empreendedor não se preocupou em construir um banco de dados dos seus clientes ou se não há nenhum relatórios financeiros, prepare o seu bolso, porque o preço que um especialista irá cobrar para estruturar sua empresa será tão alto que talvez nem compense o investimento.

É por isso que as franquias possuem uma taxa tão alta de retorno de investimento. Ao abrir uma, os franqueadores já irão te fornecer todos os dados possíveis para você obter o sucesso, afinal, eles também são interessados em ver você crescer, assim comô você, eles não querem ter sua marca ligada ao fracasso.

Mas como resolver este problema?

O primeiro passo é procurar o Sebrae da sua cidade. É nele que você contará com auxílio de consultores qualificados que passaram por um longo e difícil processo seletivo e que precisam justificar o seu alto salário. São eles que irão te ajudar a dar o primeiro passo, e o melhor de tudo, você não precisará pagar nada!

Provavelmente eles irão te fornecer um formulário de alguma pesquisa de mercado a ser feita, devem também pedir para você dar uma olhada no site do IBGE afim de procurar algumas informações demográficas, enfim, se tem alguém que está disposto a te ajudar no início de suas atividades empresarias, sem dúvida alguma esse alguém é o Sebrae.

Porém, mesmo com toda essa facilidade, o empreendedor ainda insiste em querer começar suas atividades por conta própria. Alguns ainda conseguem o alcançar o sucesso assim, mas a maioria, 58% para ser mais exato, fecham as portas antes de completarem cinco anos de existência.

A propósito, aproveitando que o texto é sobre marketing, eu também tenho uma loja e quero aumentar minhas vendas, será que você pode me ajudar?


Newslatter

Comentários

  1. […] preocupante e que tem como conseqüência o encerramento precoce de várias empresas. No texto O primeiro passo para quem deseja abrir uma empresa, falei um pouco sobre aqueles empreendedores que abrem suas empresas sem nenhuma noção do mercado […]

LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com