O valor da introspecção


refle2

Ninguém no mundo se sente mais deprimido que a pessoa que sabe ter ido o mais longe que poderia ir, e já não consegue encontrar desafios pela frente. Por sinal, a ausência de planos futuros é uma das grandes causas capaz de gerar depressão nas pessoas.

O que há de bom no mundo dos negócios e no assuntos que eu sempre escrevi é que nossa carreira profissional é tão variável e sutil que é impossível para alguém atingir a meta final. Pode-se sempre ir adiante.

Mas é preciso uma mente clara e saudável para sentir prazer em uma trajetória na qual nunca se chega à meta final. É difícil reprimir a necessidade de dizer: “Terminei minha tarefa. Tirei dez na prova. Passei no concurso público.”

Bem mais complicado é encontrar prazer na eterna busca de melhorar, na contínua tentativa de se reinventar para atingir o nível seguinte, processo que os japoneses chamam de Kaizen.

A melhoria contínua, por sua vez, exige um alto grau de introspecção, bem como a disposição e o desconforto de achar respostas para as seguintes perguntas:

O que estou fazendo bem?

O que posso fazer melhor?

Que obstáculos oponho ao meu próprio sucesso?

Como posso vencê-los?

Em meio as minhas leituras e vivencias, posso afirmar que as pessoas incapazes de falar de si mesmos e ser verdadeiramente introspectivas são incapazes de conhecer o sucesso completo.

Se você não consegue pensar em si próprio introspectivamente, como poderá se expandir e se reinventar?

Se não puder se reinventar, como irá passar para o nível seguinte?


Newslatter

Comentários

  1. […] identificar onde você está nem sempre lhe trará respostas satisfatórias, no entanto, fazer essa introspecção é um passo importante para definir o seu futuro […]

LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com