O Ovo de Colombo e o Universo Corporativo


ovo colombus

Reza a lenda que certo dia, em um banquete comemorativo pela descoberta da América, que na época ainda não se chamava América, mas Novo Mundo, o navegador Cristóvão Colombo foi perguntado se acreditava que outra pessoa seria capaz de fazer o mesmo, se ele não tivesse feito.

Para explicar, Colombo então desafiou todos os presentes a colocar um ovo de galinha sobre uma das suas extremidades. Houve um silêncio no salão…

Mas antes de contar qual a moral dessa história, vamos conhecer a história por trás da história, que é ainda melhor.

Moral 1: O Ovo de Colombo

É claro que, por se tratar de um personagem histórico, várias são as versões dessa narrativa. Porém, a mais repetida diz que o Cardeal Mendoza, da Espanha, ofereceu um banquete após Colombo ter descoberto a América.

Como muita gente invejosa havia sido convidada para a boca-livre, algumas pessoas se puseram a diminuir os méritos de Colombo, dizendo que qualquer um, com um barquinho e um pouco de sorte, poderia ter chegado aonde Colombo chegara.

Colombo, então, os desafiou a colocar um ovo em pé.

O garçom, que na época também não era garçom, mas Juan, providenciou um ovo fresquinho e todo mundo tentou, mas ninguém conseguiu. Porque ninguém pensou no que Colombo faria a seguir – quebrar uma das extremidades do ovo.

Simples né?

Moral da história: depois que alguém mostra o caminho, é fácil segui-lo.

Moral 2: O Ovo de Brunelleschi

A história é ótima, mas os historiadores afirmam que o verdadeiro pai do ovo não foi Colombo. Foi um arquiteto italiano da Renascença, Filipo Brunelleschi, que havia feito o mesmo truque alguns anos antes.

Nesta versão, Brunelleschi havia sido incumbido de projetar uma estrutura para a Catedral de Santa Maria del Fiore, em Florença, mas recusou-se a mostrar seu modelo para os governantes da cidade, que o exigiam.

Ao invés disso, desafiou um grupo de arquitetos a colocar um ovo de pé.

Estes não conseguiram, e então Filipo demonstrou a solução da mesma forma que Colombo viria a fazer poucos anos depois.

Os arquitetos protestaram, alegando que também conseguiriam isto, e Filipo respondeu-lhes que da mesma forma poderiam construir a estrutura após olharem seu modelo.

Colombo, que era italiano, sabia da história. Mas os espanhóis não sabiam e ficaram encantados com a criatividade de Colombo.

Segunda moral da história: quando uma ideia é boa e sua autoria é duvidosa, leva vantagem quem tem mais prestigio.

Moral 3: O Ovo sem dono

Agora vamos adaptar essas lendas para o mundo corporativo, que é o que verdadeiramente nos importa aqui.

Nesse universo, é muito comum um funcionário ter uma ideia e apresentá-la ao chefe. Aí, o chefe diz que a ideia não é boa e pede ao funcionário para esquecê-la. Ou diz que irá pensar a respeito e oportunamente dará uma resposta.

Tempos depois, o chefe apresenta a ideia como se tivesse sido dele, e não do funcionário.

Terceira moral da história: só bote um ovo em pé na mesa do seu chefe se houver testemunhas.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com