Quer vender um carro zero? Então leia essa história


carro-zero

A verdade é a seguinte, sabemos que um bem de alto valor (um carro, uma moto, um notebook) a partir do momento que sai da loja, ele acaba perdendo um 1/4 do seu valor.

Exemplo: Um carro zero comprado por R$30.000,00 não será revendido por mais do que R$25.000,00.

E por que isso acontece?

Porque, na cabeça dos outros, se uma pessoa decide vender um carro zerinho é porque descobriu que de alguma forma acabou comprando um “abacaxi”.

MESMO se o carro zero não for um abacaxi, a pessoa que deseja comprar esse carro vai supor que sim, bem como supõe que o vendedor tenha alguma informação sobre o mesmo que ele, o comprador, desconhece. E o vendedor, mesmo sem ter nenhuma culpa, vai ser punido por essa suposição.

Mas e se o produto for realmente um abacaxi?

Nesse caso, seria melhor o vendedor esperar um ano para vendê-lo.

E por que esperar?

Vai um abacaxizinho aí?

Porque passado o tempo, a suspeita de que ele seja um abacaxi já terá desaparecido; e a essa altura, outros estarão vendendo seus ótimos carros com um ano de uso, e o abacaxi irá se misturar com eles, provavelmente trocando de mão por um preço mais alto do que o merecido.

Resumindo a história do carro zero:

Se você for um bom rapaz e apenas quer vender seu precioso carro zero novinho em folha, em perfeitas condições para alguém, as pessoas desconfiarão de você.

MAS, se você comprou algo e descobriu que ele não é o que você esperava e quer empurrar esse abacaxi para o mercado, se esperar o momento certo, talvez você até consiga receber um valor a mais do que ele realmente vale.

Mundo injusto esse heim?

A propósito, estou vendendo meu notebook novinho em folha, 1 semana de uso, alguém aceita?


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com