[Resenha] Enquanto eles choram, eu vendo lenços


enquanto_eles_choram_eu_vendo_lencos_copy_Comprar um livro pela capa, quem nunca? Pois é, eu consegui ir além do ditado, comprei um livro pelo título, e se não fosse pelas últimas 3 folhas, eu teria me arrependido profundamente. Em Enquanto eles choram, eu vendo lenços, o jornalista João Wady Cury tenta contar a história de Nizan Guanaes, um dos maiores publicitários do Brasil, com passagem pelas renomadas agências W/Brasil, DM9DDB e Africa.

Não por sua culpa, já que o autor não teve contato pessoal com o publicitário para escrever o que poderia, o resultado da obra em si é terrível. O livro contém várias passagens repetitivas, além de pecar por um superficialismo fora do comum, uma surpresa ingrata se tratando de um obra biográfica.

Poucas curiosidades são abordadas, como o seu começo com o publicitário Washington Olivetto, seu inicio na DM9, seu fracasso como empreendedor no portal IG, além de sua genialidade explosiva, que acabou eclodindo em algumas declarações polêmicas via Twitter e email.

Para se ter uma ideia, em toda a leitura eu fiz apenas 3 anotações. Logo eu, um rabiscador nato de livros, fazendo apenas 3 anotações! Quem diria…

Concluindo, depois de ler 180 páginas, e rezando logo para acabar tal enrolação, eis que nas ultimas 3 folhas me deparo com uma coleção de citações ditas por Nizan, e que, por sorte, acabaram salvando o livro. Como sou bonzinho =), resolvi transcrever as melhores aqui. Basta você me agradecer deixando um comentário que está tudo certo…

Dinheiro

Quem só pensa em dinheiro não consegue sequer ser um grande bandido ou um grande canalha.

Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou seis milhões de judeus por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro. E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar.

Não paute sua vida nem sua carreira no dinheiro. Ame seu oficio com todo coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como consequência.

Empreendedorismo

Chega dos poetas não publicados! Empresários de mesa de bar. Pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta de noite, todo sábado e domingo, mas que na segunda não sabem concretizar o que falam

Errar

É preferível o erro à omissão, o fracasso ao tédio, o escândalo ao vazio. Ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer.

Colabore com o seu biógrafo. Faça, erre, tente, falhe, lute.

Tem gente que fala que é bom aprender com os próprios erros. Isso é idiotice. Bom é aprender com os erros dos outros. É muito mais barato.

Escolhas

Tenha foco. Você não pode ser ginecologista e tarado ao mesmo tempo.

Negócios

O seu modelo de negócio até pode mudar. Mas o negócio de comunicar com as pessoas é permanente, inspirador e extremamente rentável.

Perfeição

Perfeito só o perfeito idiota.

Personalidade

Eu me chamo Nizan, um nome terrível para pedir pizza e táxi pelo telefone. Mas um nome que ninguém esquece.

Eu sou o cliente dentro da agência. Sou os olhos dele e vou sempre defender os seus interesses até o fim. Isso pra mim é sagrado.

Publicidade

A publicidade não tem nada a ver com a verdade. Quando você quer seduzir alguém conta a verdade? Mostra os seus piores defeitos?

Sonho

O que é um sonho? É uma pista de avião. Enquanto os pessimistas olham para ela e pensam que aquilo liga nada a lugar nenhum, os otimistas olham e enxergam que aquilo é o lugar que faz eles decolarem.

Tempo

É melhor aproximadamente agora do que exatamente nunca.

Só quem não tem tempo é o desocupado

Excelentes reflexões, não acha?


Newslatter

Comentários

  1. […] É uma pista de avião. Enquanto os pessimistas olham para ela e pensam que aquilo liga nada a lugar nenhum, os otimistas olham e enxergam que aquilo é o lugar que faz eles decolarem. Nizan Guanaes, citado por Diego Andreasi. […]

LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com