[Resenha] Seu legado de Liderança


seu_legado_bigVocê deveria esperar até mais tarde em sua carreira para pensar em seu legado, certo? Segundo Robert Galford e Regina Maruca, autores de Seu Legado de Liderança, a resposta é NÃO! Para eles, pensar sobre seu legado AGORA fará de você um líder melhor HOJE, não importa quão distante você esteja do momento de parar.

Em suas palavras, um grande erro que todos nos cometemos é deixar para pensar em nosso legado somente no fim de nossa permanência em uma empresa ou quando estamos prestes a nos aposentar.

A reputação de um legado é conquistada pelas ações de cada dia, dessa forma, em vez de pensar em como você desejaria ser lembrado quando deixar sua empresa, você deveria pensar em como você quer ser visto HOJE. A avaliação do seu legado deve ser no mínimo mensal e não só quando você sair.

Uma reputação é conquistada através de seus atos todos os dias

Você não deve esperar uma doença grave, assumir um negócio de família e acontecimentos semelhantes para refletir o seu legado. Você não deveria precisar de uma crise para obter este tipo de clareza, na verdade, provavelmente é responsabilidade do líder agir como se algum tipo de crise já tivesse ocorrido, para o bom da empresa e para o seu próprio bem.

Legado é o impacto duradouro que os líderes têm sobre as pessoas com quem trabalham. Pode ser percebido nos pensamentos e nas ações das pessoas que trabalharam com ou para você muito depois de terminada sua relação profissional.

Você não precisa espalhar publicamente suas aspirações. Não precisa publica-las no jornal da empresa e ninguém está pedindo que você se abra de uma maneira que o torne desagradável publicamente, se elas forem verdadeiras, os outros a reconhecerão.

Um bom exercício para você construir a sua declaração de legado é continuar a frase: gostaria de ser lembrado como… Gostaria de ver cada uma das 50 pessoas que se reportam a mim querendo vir trabalhar de manhã porque se sentem engajados no trabalho que fazem.

Ser um líder eficiente não diz respeito só a você! Diz respeito àqueles ao seu redor.

Existe um pensamento ultrapassado que infelizmente ainda é muito presente em nosso mercado – o de que se você quer as coisas feitas certo, então, faça-as você mesmo, e se você é um líder, uma alternativa melhor do fazer sozinho é ter outros que façam por você – exatamente da maneira eu você faria.

A curto prazo o problema é resolvido, mas a longo prazo é uma repressão do crescimento pessoal e do desenvolvimento criativo dos membros da equipe.

Mais importante do que o legado de minha empresa é o crescimento de pessoas talentosas e atenciosas que progredirão em suas carreiras. É o legado das pessoas e os valores que representam que considero mais importantes.

Um bom líder aceita que podem existir muitas soluções para um problema ou abordagem e deve estar aberto para possibilidades que os outros trazem para cada situação.

O valor duradouro que você tem, o legado mais significativo que pode deixar, é aquele de promover o desenvolvimento dos outros. Você será recompensado se trouxer para a organização pessoas capazes de lidar com os tipos de coisas em que você não é ótimo. Procure fazer com que as pessoas saibam que suas contribuições são bem-vindas

O teste do Foto Mosaico

Um Foto Mosaico é uma imagem composta de muitas outras imagens minúsculas. Ao amplia-lo bastante, você consegue ver cada uma das peças individuais, que são imagens completas em si; mas quando observadas de longe, a combinação de todas cria um todo distante.

Agora imagine um Foto Mosaico de seu rosto composto de diversas peças individuais, o rosto de cada pessoa que trabalho com ou para você, mais os rostos de gente com quem você se relaciona em sua comunidade e demais rostos acrescentados por boas razões.

HIDDEN_264_10887_FOTO_Mosaic

 

Quanto mais claro e consistente for seu legado de liderança, mais nítido será o Foto Mosaico, com os ladrilhos formando claramente a imagem maior. Quanto mais obscuro ou conflitante, mais embaçada ou distorcida será a imagem. Tem tudo a ver com a abordagem de liderança que você adota e com a maneira como seus funcionários e outros colaboradores respondem, relacionam e replicam ou rejeitam está abordagem.

Que tipo de pessoa você lidera?

Aqueles que nasceram na década de 1950 ou 1960 foram criados com a noção de que iriam para a escola, seriam treinados em uma profissão, trabalhariam para uma empresa e se aposentariam felizes para sempre cerca de 45 anos mais tarde. Agora, devemos aprender a perceber as mudanças no contexto de um ambiente econômico que se tornou cada vez mais difícil de prever.

Mudamos de profissão, trocamos de empresa. Os mercados mudam, tecnologias avançam. Mudamos de casa, nos divorciamos mais, mantemos uma variedade de maus hábitos, exigimos mais de nos mesmos e também de nossos filhos.

As pessoas tornaram-se mais individualistas e o trabalho em grupo já não é tão apreciado quanto antes. O resultado disso tudo é a formação de um novo e complexo ambiente de trabalho e os líderes que não se atentarem a essas mudanças terão grande dificuldade em permear os seus legados.

Recebendo Feedback

O líder também deve receber, e não apenas fornecer, feedback. Na falta de uma visão externa, você estará falando consigo mesmo. Se não ouvir a opinião de outro mesmo que seja a menos objetiva das pessoas, esta perdendo uma oportunidade de melhorar. Você precisa permitir que as pessoas se manifestem, todo mundo merece essa oportunidade.

Ao esclarecer o que gostaria que os outros apurassem como resultado de terem trabalhado com ou para você, ganhará um entendimento melhor de si próprio em seu papel de líder e de como a visão geral de seu papel é alimentada por suas ações diárias.

Sendo assim reflita: Como esta a sua vida? Como você pode entender, orientar e liderar outros se não entende nem a si mesmo ou não consegue administrar sua própria trajetória de vida?

A melhor métrica de um legado é se os seus liderados também deixarão legados

A criação de filhos oferece uma boa analogia. Você da o melhor de si para proporcionar a seus filhos o que precisam para crescer e prosperar enquanto estão diretamente sob seus cuidados. Você quer mostrar a eles o que há de melhor em sua pessoa e discernimento para que quando se tornarem independentes, estejam à frente na curva.

Entretanto, o objetivo, em última análise, é que eles desenvolvam suas próprias forças, usando o que você os ensinou como fundações sobre as quais podem construir seus próprios caminhos e forjar seus próprios interesses, sucessos e felicidade.

Legados são parte de um processo continuo que me procedeu, me envolve, sobreviverá a mim e, por fim, dará lugar a legados de outros que eclipsarão o meu, como deve ser. E quando não tiver mais forças para levantar meu instrumento de trabalho, alguém mais jovem irá pegá-lo e continuar o trabalho. Somente ajudando os outros a semear seus próprios legados é que sua influencia positiva pode atingir todo seu potencial.

Conclusão

Escrever uma declaração de legado vai além da descrição das ações ou símbolos de realizações das quais você mais se orgulha, ela também deve forçar em seu comportamento, seus valores e outras abordagens relativas à liderança e gerenciamento.

Construir um legado é algo trabalhoso, leva tempo, porém, às vezes basta um único deslize para que ele se desmorone completamente. A cada dia que passa essas pessoas voltam para casa do trabalho com uma imagem mais completa de você.

Com o tempo, o comportamento delas tende a ser moldado, de alguma forma, pelo seu. Você precisa entender que suas ações diárias podem influenciar positivamente ou negativamente seus funcionários, e, com base nelas, eles poderão mudar significativamente a maneira como se comportam no ambiente de trabalho.

Então papel e caneta na mão e termine agora a frase: Eu gostaria de ser lembrado como…


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com