[Resumo Educacional] Fundamentos e Histórico da Didática


secretaria-educacao-municipio-forquilha

Olá pessoal, como alguns já sabem, além de escritor e palestrante, eu também sou professor, ou inversamente falando, como os alunos gostam de dizer, “além de de ser professor, o senhor também trabalha?”.

Como recentemente terminei minha Pós-Graduação na área Educacional, compartilho hoje com vocês um resumo de um dos textos mais interessantes que eu durante o curso. Ele faz um apanhado geral sobre várias situações do acerca do que é, e de como é, ser professor nos dias de hoje.

Espero que ele também sirva de aprendizado para vocês. Grande abraço!


A educação é um instrumento utilizado para o desenvolvimento econômico. O fenômeno do ensino ocorre somente quando quem transmite a informação tem a intenção de gerar aprendizado em seu receptor.

  • É errado dizer que o professor ensinou o aluno;
  • O correto é dizer que o professor ensinou o conteúdo ao aluno

Ensinar não é somente transmitir um conhecimento a alguém, ou instruir alguém sobre como se faz algo. Envolve também o cultivo de hábitos, o desenvolvimento de capacidades, etc…

Existem momentos em que o ensino não parte do professor. Os próprios alunos podem ensinar aos colegas no ambiente de sala de aula.

A mídia passou a concorrer com a escola na função da socialização e educação das pessoas

Para dar boas aulas, os professores atuais tendem a repetir as boas aulas que tiveram com seus bons ex-professores e isso é um erro gravíssimo, pois as formas de se educar evoluíram com o passar dos anos.

Atitudes e comportamentos que os melhores professores adotam:

  • Explicar aos alunos as razões pelas quais eles estão na sala de aula
  • Localização histórica do conteúdo: para entender o conhecimento, é necessário saber como ele foi desenvolvido… Surgiu no Brasil porque…
  • Explicar a integração entre os conteúdos diversos: explicar como essa matéria se relaciona com as outras
  • Escrever roteiro de aula: facilita a assimilação do conteúdo
  • Formular perguntas exploratórias – quem já viu um jogo de vôlei? O que acontece quando um jogador invade o campo adversário? O que vocês fariam se fossem o arbitro da partida?
  • Chamar os alunos pelos nomes e movimentar-se pela sala

Na sala de aula os alunos devem aprender a criticar o conteúdo que constantemente recebem através das demais mídias, como internet e televisão.

No cenário atual, alunos passivos, que se limitam apenas a ouvir explanações e assimilar conteúdos, precisam modificar seu comportamento. É necessário adotar uma postura ativa em relação às atividades de ensino.

A indisciplina de certos alunos deve ser considerada um sinal de que o professor não está sendo capaz de formar um ambiente adequado ao processo de ensino e aprendizagem. É preciso parar de terceirizar a culpa. Se a aula não rendeu, a culpa é do professor.

Não é possível exigir homogeneidade de comportamentos porque cada aluno vive em situações familiares particulares.

O professor precisa avaliar as condições nas quais pode atuar de forma mais flexível ou não, visando motivar e estimular os alunos a ter interesse pelos conteúdos apresentados em sala de aula. Haverá horas em que o silêncio será necessário, em outras os alunos poderão ter a liberdade de se comunicarem.

A educação tem o objetivo de:

  • Desenvolver plenamente o educando – está associado ao tipo de educação que ela recebe;
  • Preparar o educando para o exercício da cidadania – participação do educando nas decisões que influenciarão o futuro do país – cumpra seus deveres e exerça seus direitos;
  • Qualificá-lo para o trabalho – referente a sua carreira, quanto mais educado, maior o salario.

Apenas apresentar a problemática social não é eficiente, para que os alunos assimilem os conteúdos de maneira adequada, os conhecimentos têm de ser confrontados com as experiências sociais e culturais dos alunos.

Para pesquisar o que é desconhecido, primeiro o aluno deve entender o que é conhecido. É impossível buscar o desconhecido se ele não ter nenhuma noção do que é conhecido.

Manter os alunos tempo integral na escola não significa que eles se desenvolverão integralmente. Se suas habilidades não forem aprimoradas nesse período, de nada adiantará esse tempo extra.

Para entender a escola e a didática, é necessário conhecer bem a realidade social na qual ela está inserida. Não é possível fazer esse planejamento sem entender o local onde a escola está inserida.

Os professores precisam posicionar-se conscientemente e criticamente diante dos problemas sociais. Se forem omissos, transmitem para a sociedade valores e ideias contrárias aos interesses da população desfavorecida.

Os conteúdos devem ser elaborados de acordo com a vivência de cada aluno, dessa forma o conteúdo será mais significativo e autêntico, tornando mais fácil a sua assimilação.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com