Visita ao Empreendedor #1: Rafael Duarte – Dancin’


12039281_991378414238415_2467034801133538693_n

Segura o coração que o texto hoje é para motivar qualquer um que ainda está se decidindo sobre a questão de virar empresário. Será que vale a pena encarar os inúmeros riscos que essa atividade exige?

Bem, essa semana eu tive o imenso orgulho de poder deixar um exemplar do meu livro para um cara que se formou junto comigo e que, praticamente do zero, conseguiu construir uma marca que hoje é conhecida nacionalmente no mundo da dança.

A história dele até hoje é repassada na Faculdade, uma empresa que surgiu através de uma disciplina de Plano de Negócios. Enquanto toda a sala, inclusive este que vos escreve, optou em fazer algo não tão complexo para não ter tanta dificuldade em coletar os dados para repassar para as planilhas, ele se debruçou em cima de uma ideia que tinha total convicção de que lá no final tudo daria certo, o tal do feeling do empreendedor.

Papeamos por um longo tempo e eu fiquei muito feliz em ver o crescimento da sua empresa, mesmo em período de turbulência econômica. Me recordo que na primeira vez em que o visitei, cerca de 1 ano atrás, o galpão onde ficam as máquinas e o estoque não era nem a metade do que é hoje.

Pude ver com meus próprios olhos alguns detalhes que dificilmente algum empreendedor costuma divulgar, como questões de faturamento, planos de expansão, questões trabalhistas e estratégias de Marketing. Ele também me mostrou os produtos que ele patenteou, ou seja, sua vantagem competitiva. Muitas metas e trabalho pela frente.

Aqui eu gostaria de abrir um parênteses para deixar um recado para todos vocês, e que eu também sempre falo para os meus alunos que tiram nota baixa nas provas.

Pelo menos na Administração, nem sempre o melhor aluno da Faculdade é aquele que se dará melhor no mercado de trabalho. Esse meu amigo ralou o curso inteiro, trabalhava e sempre chegava cansado nas aulas, casou e teve filhos durante esse período, e por isso nunca encabeçou a lista dos que tiravam melhores notas. Mas hoje está aí, um grande e promissor empresário.

Porém, isso não serve como desculpa para levar o curso “nas coxas”. Como eu sempre fui um aluno dedicado, hoje eu posso dizer que todo aquele esforço valeu a pena, se não fosse por isso, ele jamais confiaria em divulgar esses dados sigilosos pra mim. O que me deixa ainda mais emocionado foi poder ouvir dele que se tudo sair conforme o planejado, a próxima meta dele é que eu também participe dos seus planos.

A sensação foi maravilhosa, para ambos os lados.

Tomara que o meu livro consiga te ajudar de alguma forma nesse seu processo de expansão.

Grande abraço e sucesso na empreitada, Rafael, proprietário da Dancin’, artigos para dança.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com