Você já experimentou o produto do seu concorrente? 


concorrencia

Esse ano eu tive a oportunidade de ler um texto muito interessante no qual o autor enfatizava sobre a importância dos gestores de uma empresa experimentarem os produtos e serviços de seus principais concorrentes ao menos uma vez na vida.

Em suas palavras, tal atitude é fundamental porque essa é uma das melhores formas desses gestores conhecerem os principais pontos fracos e fortes dos seus adversários, e, a partir dessa observação, traçar um plano de ação para ganhar mercado.

Por exemplo, ao se hospedar em hotéis concorrentes, no caso de você trabalhar como gerente de um determinado hotel, você poderá descobrir que o hotel A oferece um péssimo café da manhã, ou mesmo que o hotel B possui um péssimo serviço de quarto. Posteriormente, você poderá aproveitar esses pontos fracos enfatizando o seu serviço, que é claro, deverá ser melhor que o deles.

Outro exemplo, se você é dono de uma pizzaria, deveria comer algum dia nas demais pizzarias da cidade e assim poderia descobrir que a pizzaria C demora uma eternidade para fazer entregas em finais de semana, ou que a pizzaria D oferece um sabor que faz muito sucesso com seus clientes e que você poderia até imitar…

Achei esse argumento extremamente interessante pelo fato dessa analise In Loco oferecer aos gestores um leque de ações táticas a serem adotadas. Parece algo extremamente simples e banal, entretanto, tenho visto diversos empresários e funcionários que se recusam a conhecer os produtos de seus concorrentes alegando que o seu dinheiro só deve ser gasto com a empresa que fornece o seu ganha-pão.

Como analisar o seu concorrente?

Para citar um exemplo famoso, quando Jeff Bezos, CEO da Amazon, estava pensando em desenvolver um produto para concorrer com o Librié, o primeiro leitor de livros digitais desenvolvido pela Sony, sua primeira atitude foi comprar 30 deles para seus funcionários brincarem, estudarem, desmontarem e remontarem, ou seja, fazerem a chamada engenharia reversa. Poucos sabem, mas foi a partir dessa atitude que o Kindle da Amazon, o leitor de livros digitais mais famoso do mundo, começou a se desenvolver.

Entender como funcionam os produtos e serviços dos seus concorrentes é também entender como funcionam, ou deveriam funcionar, os seus próprios produtos e serviços.  Essa informação é extremamente importante e jamais deveria ser ignorada.


Newslatter
LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com